Sobre

fachada_estúdio.jpg

O Estúdio de Dança Fabíola Salatine foi inaugurado no bairro do Tatuapé em 2007 e desde então tem se tornado a melhor alternativa aos estudantes de ballet clássico, principalmente no ballet adulto e baby class por oferecer excelência no ensino da dança clássica .

Incentivando seus alunos a participar de festivais e mostras de dança nos quais tem obtido grande êxito de colocação ficando sempre entre os primeiros lugares, tem como ponto forte seus espetáculos de final de ano. 

O Estúdio oferece um espaço de mais de 400m2 totalmente voltado para o aprendizado das modalidades. Todas as salas são equipadas com espelhos, barras e piso especial para a prática da dança. O espaço também conta vestiário masculino e feminino, banheiros, recepção e sala de espera.

O Espaço

Fabiola Salatine

WhatsApp Image 2018-08-09 at 17.03.01.jp

Fabíola é formada em Ballet Clássico e Moderno pela Escola Municipal de Bailado e pós-graduada em Dança e Artes cênicas. 

 

Foi integrante do Corpo de Baile Jovem de São Paulo e passou por alguns grupos de dança conquistando prêmios em festivais - o que lhe rendeu no ano de 1999 uma premiação pela revista “Putz” como profissional revelação na área de dança.

 

Especializou-se em outras modalidades como Jazz, Dança do Ventre e Dança de Salão, participando como bailarina e coreógrafa em programas de televisão das emissoras SBT e Gazeta.   

 

Com mais de 15 anos de experiência como professora, trabalhou por quase 10 anos em parceria com a Secretaria de Estado da Cultura, através de projetos culturais voltados desde a administração de aulas em Oficinas Culturais - como Mazzaropi, Raul Seixas e Osvald de Andrade -, até a produção coreográfica de grupos de massa em mega eventos culturais, além de trabalhos específicos de preparação corporal para atores.

 

Atualmente é membro da Royal Academy of Dance e ministra aulas em seu Estúdio de Dança, o qual leva seu nome, com o intuito de formar não só bailarinos, mas principalmente, proporcionar um ensino com qualidade técnica despertando no aluno, não só a consciência corporal, mas o amor pela dança e a qualidade de vida.